QUESTÃO 1 – Leia o texto a seguir:

[…] A Petição de Direitos foi assinada em 1628 por Carlos I […]. A base do documento estava em conter os excessos do rei. Entre os pontos estava a recusa do financiamento de guerras sem o consentimento parlamentar,
o fim das prisões arbitrárias e da lei marcial em tempos de paz. Embora tenha assinado, Carlos I dissolveu o Parlamento um tempo depois e voltou a criar impostos em excesso e a impor a lei marcial.

Disponível em: www.todamateria.com.br/direitos-humanos/. Acesso em: 8 mar. 2016.

Com base no texto, aponte a alternativa correta.

a) Carlos I buscava promover uma redução nos tributos pagos, enquanto os parlamentares pretendiam aumentá-los.
b) O rei exigia que os parlamentares aprovassem a redução dos impostos; como isso não ocorreu, ele fechou o Parlamento.
c) Carlos I tentou governar sem a interferência do Parlamento e estabeleceu impostos sem a aprovação deste.
d) O Rei Carlos I, assumindo o reinado em 1640, foi o responsável pela deflagração da Revolução Puritana contra o Parlamento.
e) Em decorrência da grave crise financeira que a Inglaterra enfrentava, setores da burguesia passaram a apoiar o rei.

Resposta correta: C
O propósito do Rei Carlos I era governar de forma centralizada e autoritária, sem a interferência do Parlamento, que buscava limitar o poder real. Um dos meios de impor esses limites foi a Petição dos Direitos, de 1628, que estipulava que o rei não poderia, por exemplo, convocar o exército e definir novos impostos sem a aprovação do Parlamento. Carlos I assinou tal petição, mas, cerca de 1 ano depois, fechou o Parlamento novamente. Esse – e outros fatores ligados a perseguições religiosas – foi um dos motivos que levaram à Revolução Puritana, em 1640.

MEU FILHO NÃO SABE ESTUDAR. E AGORA?

 

Cadastre seu e-mail para receber GRÁTIS um Livro Digital que vai te orientar a fazer seu filho amar os estudos!

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!